Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


DOWNHILL, AS ORIGENS DESTE DESPORTO RADICAL

por ciprianoalves, em 30.11.12

O Downhill, segundo a pesquisa que efectuei,nasceu na Califórnia, no final da década de 70. Esta modalidade do ciclismo consiste em descer de forma mais rápida determinado percurso escolhido. Os precursores da ideia foram os hippies que, com objectivos de diversão, aos fim de semana, procuravam desta forma, uma aventura, descendo em alta velocidade, em terrenos de lama e trilhas com suas bicicletas. Hoje, muitos deles são empresários de mountain bikes.

 

Bicicleta utilizada para a prática de Downhill

Foto: João Alves 

 

Esta modalidade, é actualmente muito disputada, havendo, anualmente, campeonatos nacionais e mundiais, movimentando um cada vez maior número de atletas, quase todos eles bastante jovens, que adoram esta modalidade. Para praticar esta modalidade é necessário ter em atenção alguns cuidados, que mais não visam senão a protecção do atleta:

 

Capacete, proteção para o queixo, pescoço, caneleiras, joelheiras, cotoveleiras e proteções de peito e costas e óculos em caso de bater o vento ou lama no rosto, são os equipamentos de protecção individual que estes atletas devem usar, pois a prática deste desporto é propícia a quedas que podem pôr em causa a integridade física de quem o pratica.  Este desporto é muito exigente em termos técnicos, capacidade de concentração e preparação física.

 

João Alves em acção 

 

A bicicleta deve suportar grandes impactos, com suspensões apropriadas, travões a disco e pneus adequados ao tipo de solo, normalmente largos. Nela é usada muita tecnologia, pois uma bicicleta pesa, em média, 20 kg. Este é um aspecto que faz toda a diferença e que fascinam os desportistas!

 

Uma bicicleta, adequada à prática deste desporto, poderá custar mais de uma dezena de milhar de euros. A indústria tem evoluído, para este fim, tendo aperfeiçoado a sua oferta, procurando com isso melhorar o desempenho dos desportistas.

 

 

João Alves em acção

 

Para quem se quer iniciar neste desporto, aqui ficam algumas dicas importantes;

 

- Usar sempre todos os equipamentos de protecção individual, que atrás descrevi;

- Procurar conhecer o percurso antes da corrida;

- Nunca treinar sozinho, se algo correr mal, terá sempre alguém para o socorrer;

- Manter, nas descidas, os pedais posicionados na horizontal e o corpo flexível;

- Treinar bastante, pois a boa condição física é extremamente importante;

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:22

AMBIENTE SAUDÁVEL NO TRABALHO, É BOM PARA TODOS !

por ciprianoalves, em 28.11.12

Responsabilidades do líder

 

 

Exercer a função de líder na vida pessoal e profissional exige muito mais dedicação e comprometimento do que nós imaginamos. Um lider deve preocupar-se em criar um ambiente de trabalho organizado e saudável. A produtividade nos locais de trabalho aumenta ou diminui em função do ambiente, simplesmente pela ausência de preparação em questões básicas e que todos conhecemos.

 

Aspectos que todo líder deve praticar, para tornar o ambiente do seu local de trabalho saudável, permitindo o aumento da produtividade, motivação na sua equipa, um melhor clima e relacionamento dentro da organização e entre seus liderados. Todos nós procuramos a melhoria contínua. A isto chama-se evoluir.

 

Tornar um Ambiente de Trabalho Saudável



 

O líder, deve empenhar-se em criar um ambiente saudável, positivo, tranqüilo e de bom relacionamento entre todos.

Os funcionários a admitir devem, em função das necessidades, possuir o perfil correcto. Temos que prepará-los para desenvolver e exercer as funções, com a maior qualidade possível. Fazer elogios e dar feedback, quando se tem um bom resultado,motiva os funcionários. Os erros, quando os houver, devem ser corrigidos de uma forma amigável e exemplar, para que os funcionários não repitam mais o erro e melhorem a sua produtividade. Incentivar os funcionários com prêmios/bônus quando as metas forem atingidas. Tratá-los da mesma forma de como nós gostaríamos de ser tratados e por último, fazer sempre a pergunta: O que falta para termos um ambiente melhor?

 

Pontos que ajudam a ter um ambiente saudável:

  • Ser confiável
  • Ser uma pessoa honesta
  • Dar às pessoas consideração e reconhecimento
  • Manter sempre a palavra
  • Ser um bom ouvinte
  • Demonstrar ser uma pessoa positiva e motivada
  • Motivar os funcionários
  • Não falar de outras pessoas pelas costas
  • Usar a simples cortesia de um Olá, Por favor, Obrigado, Desculpe, Óptimo trabalho, etc.

O que não se deve fazer:

  • Ser agressivo
  • Quebrar promessas e compromissos
  • Apunhalar os outros pelas costas
  • Mau ouvinte
  • Arrogante
  • Criticar o funcionário perto de todos os outros, esse funcionário com certeza ficará desmotivado e com raiva de si, diminuindo a produtividade e piorando o relacionamento entre ambas as partes.

Para a empresa o resultado, existência de um bom ambiente de trabalho, é o aumento da produtividade, funcionários motivados, óptimo relacionamento entre eles, funcionários felizes e um ambiente extremamente apropriado para se trabalhar motivado e tranqüilo.

 

Carácter, todo Líder deve ter



O Líder tem que ter caráter, pois sem caráter ele não consegue liderar nem a si próprio. Por isso, listo abaixo as características de um excelente líder:

 

Paciência: Mostrar autocontrole
Bondade: Dar atenção, apreciação e incentivo.
Humildade: Ser autêntico e sem pretensão ou arrogância.
Respeito: Tratar os outros como pessoas importantes.
Abnegação: Satisfazer a necessidade dos outros.
Perdão: Desistir de ressentimento quando prejudicado.
Honestidade: Ser livre de engano.
Compromisso: Sustentar suas escolhas.
Resultados – Serviço e Sacrifício: Pôr de lado suas vontades e necessidades; buscar o maior bem para os outros.

 

Não esquecer que:

 

O local de trabalho não é extensão da casa de cada um. O local de trabalho é o local de trabalho, é outro lugar diferente da casa de cada pessoa, da intimidade de cada colaborador.Mas no ambiente de trabalho deve-se desenvolver relações de trabalho, relações profissionais e apenas relações profissionais, nada pessoais, embora muitas vezes favoreçam o nascer de amizades pelo ponto em comum, que é o trabalho, o local de trabalho.

 

A importância da ética e etiqueta no ambiente de trabalho

  • Responda a todos os e-mails que lhe forem enviados nem que seja para dizer “desculpe, estou sem tempo para responder agora”. Evite enviar mensagens desnecessárias, avalie se aquele conteúdo é realmente importante para cada pessoa em cópia.
  • Utilize o e-mail da empresa, ou outros canais de comunicação somente para assuntos que se prezem a ela, deixe os assuntos pessoais para serem comunicados pessoalmente, isso evita problemas e transtornos.
  • Quando for escrever, escreva pouco e mantenha um carácter formal, observe se está utilizando regras gramaticais e cuide do emprego adequado das palavras.
  • Cumpra horários e datas, evite fazer com que os outros tenham de esperar pela conclusão de sua actividade para começar a parte deles. Isso gera improdutividade e um clima ruim entre os colaboradores.
  • Preste atenção no que as pessoas lhe dizem, no mínimo ouça-as.
  • Retorne as ligações telefónicas e quando for telefonar para alguém pergunte à pessoa se ela está disponível para conversar.
  • A sua imagem pessoal deve se basear no equilíbrio, vista-se com bom senso, sem excessos e adequadamente ao momento e as circunstâncias.
  • Seja cauteloso ao postar informações nas redes sociais, muitas pessoas têm alcance a elas.
  • Evite fazer brincadeiras inoportunas com os colegas, tirar sarro, zombar, contar vantagem, falar palavrões e atender telefones, principalmente durante as reuniões. Não utilize linguagens técnicas, estrangeirismos nem palavras difíceis para impressionar, isso só dificultará a comunicação.
  • Não viva de mau humor e não fique reclamando da empresa e dos colegas, não fale e nem ria alto, respeite o colega ao lado.
  • E o mais importante de todos é, não fofocar! 

     Nota: Algumas imagens que utilizo são retiradas da internet

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

UM PERIGO CHAMADO, BRASEIRAS

por ciprianoalves, em 23.11.12

Com a chegada do tempo frio, é natural que a nossa reacção seja procurar fontes de aquecimento. No Alentejo, onde nasci, as lareiras e as braseiras, tornam os dias e noites mais acolhedoras, sendo ainda utilizadas, principalmente pelas pessoas mais velhas, pelo conforto que proporcionam, mas muita atenção!

 

BRASEIRA

Foto: alcatruzesdaroda.blogspot

 

Enquanto as lareiras não oferecem grande perigo, já que no Alentejo as lareiras são servidas por grandes chaminés, as braseiras são um perigo a evitar, pelos riscos que proporcionam a quem as utiliza.

 


Intoxicações por inalação de monóxido de carbono, são frequentes e exemplos de mortes silenciosas por este motivo, também abundam. A utilização de braseiras jamais deve ser utilizada em espaços fechados sem quaisquer possibilidades de arejamento ou de ventilação. A colocação de braseiras debaixo de mesas, completamente tapadas, ainda se torna mais perigosa, pois acelera a queima do oxigénio e a respectiva libertação de monóxido de carbono, o que pode levar a uma morte silenciosa, pois a vítima começa por ficar sonolenta, ficando incapacitada para reagir.



Considerando os riscos associados, recomenda-se a utilização de aparelhos mais seguros, tais como os aparelhos eléctricos, a óleo ou gás, não esquecendo seguir à risca os conselhos dos fabricantes em relação à utilização dos mesmos, com segurança.

 

     

 

Outra dica, os equipamentos a adquirir devem ser os mais adequados às características de cada casa. Antes de decidir que aquecimento vai comprar, o consumidor deve ter em conta vários factores, por exemplo, o tamanho da casa ou das assoalhadas a aquecer. É que é muito diferente comprar um aquecedor para um quarto de 12 metros quadrados e um para uma sala de 30 metros quadrados. Por outro lado, há que ter noção da exposição solar da casa – a nascente ou poente – e de que forma essa orientação influencia a captura de calor dentro da habitação. Convém ainda saber que tipo de isolamento a casa tem instalado e qual o tipo de construção – se a casa é fria no Inverno e quente no Verão, talvez deva considerar um sistema mais duradouro, ou, no mínimo, isolar as janelas. Por fim, as temperaturas médias da zona também são importantes a ter em consideração. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:47

PREPARADO PARA O NATAL?

por ciprianoalves, em 22.11.12

Vamos comprar presentes para todos neste Natal? Tudo bem. O dinheiro é nosso. Mas antes de sair para as compras, aqui ficam algumas dicas, que considero importantes, para evitar aborrecimentos e arrependimentos.

 

Árvore de Natal feita com garrafas de vidro

 

1 - Deve ser elaborada com antecedência uma lista de presentes.

 

2 - Pesquisar com antecedência, dá-nos tempo e permite-nos consultar preços e condições de pagamento.

 

3 - Devemos procurar conhecer o produto antes de comprá-lo, através de demonstrações e testes.

 

4 - Nos artigos acompanhados de manuais de instruções e garantias estes devem estar escritos em Português.

 

 

5 - Muita atenção aos prazos de validade e a todas as informações que obrigatoriamente constam no rótulo.

 

6 - Exigir sempre documento comprovativo de compra, necessário para fazer valer os nossos direitos.

 

7 - No caso dos brinquedos, confirmar sempre se obedecem às normas de segurança.

 

8 - No caso de pagamentos fraccionados, muita atenção aos juros praticados, que são normalmente muito elevados.

 

 

 

SE VAI COMPRAR VIA INTERNET, REDOBRE OS CUIDADOS!...

 

1 - Faça várias buscas em comparadores de preços, pode encontrar o mesmo produto com grandes diferenças de preços, além de poder consultar  as opiniões de outros consumidores. 

2 - Atenção aos prazos de entrega e toda a informação disponibilizada.

 

3 - Ter em consideração à confiança que o site lhe inspira. O endereço, telefone fixo e seviço de apoio ao cliente são extremamente importantes. Se apenas consta a informação de um contacto móvel, não tem com certeza, as melhores condições para atender os clientes em segurança. 

 

4 - Ao receber o produto, verificar na presença do entregador, se está em perfeitas condições e se não estiver, não aceitar o produto.

 

5 - Se estiver a fazer compras para determinada época do ano, como por exemplo o Natal, não esquecer que as entregas podem acontecer, após o Natal se não se fizer a encomenda atempadamente. Não esquecer que nestas alturas existe um grande acréscimo de encomentas e não há logística que resista!...

 

 

Nota: Algumas das imagens que coloco são retiradas através de pesquisa na internet. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:13

Antes e Agora. É este o caminho que queremos?

por ciprianoalves, em 19.11.12

Ser professor em 1969

E ser professor actualmente,

Sem dúvida uma mudança radical de atitudes, de alunos e encarregados de educação!

 

A vida não está fácil! Mas este tipo de comportamentos não afecta só os professores. Os futuros homens e mulheres,

incorporando hoje, valores diferentes de outras épocas, valores que passam ao lado do ambiente familiar, através das  múltiplas interferências externas, tais como o uso e abuso das novas tecnologias de informação e diversão.

 

Essa mistura de ambientes geram normalmente reacções de contestação às atitudes dos pais. Disciplina, respeito, regras de ética e postura são nos dias de hoje valores difíceis de transmitir, pela grande maioria dos pais. 

 

EDUCAR é, para mim, entre outras acções...

“estar presente; ser paciente; saber ouvir; confiar; compreender as necessidades e o tempo de aprendizagem de cada um; respeitar preferências, idéias, espaço e decisão; compartilhar experiências e conhecimentos; mostrar caminhos; reconhecer e incentivar habilidades; permitir a evolução, o crescimento e a conquista da independência; ajudar a alcançar o sentido da responsabilidade;...” O que não é tarefa fácil num mundo em permanente mudança. Para os pais a disponibilidade para a mudança é fundamental, pois só assim estamos preparados para enfrentar a realidade actual.

 

 

 

Não esquecer que os jovens de hoje são os homens de amanhã e que a sua formação, a todos os níveis é fundamental, para uma correcta integração na sociedade actual.

 

 

Nota: Algumas das imagens que coloco são retiradas através de pesquisa na internet. 



PREOCUPAÇÕES AMBIENTAIS HOJE, GERAM CONFLITOS DE GERAÇÕES

Pura hipócrisia


Na fila do supermercado, o caixa diz uma senhora idosa:

- A senhora deveria trazer suas próprias sacolas para as compras, uma vez que sacos de plástico não são amigáveis com o ambiente.


A senhora pediu desculpas e disse:

- Não havia essa onda verde no meu tempo.

O empregado respondeu:

- Esse é exactamente o nosso problema hoje, minha senhora. Sua geração não se preocupou o suficiente com o nosso ambiente.

- Você está certo - responde a velha senhora - nossa geração não se preocupou adequadamente com o ambiente. Naquela época, as garrafas de leite, garrafas de refrigerante e cerveja eram devolvidos à loja. A loja mandava de volta para a fábrica, onde eram lavadas e esterilizadas antes de cada reuso, e eles, os fabricantes de bebidas, usavam as garrafas, umas tantas outras vezes.

Realmente não nos preocupamos com o ambiente no nosso tempo. Subíamos as escadas, porque não havia escadas rolantes nas lojas e nos escritórios. Caminhávamos até o comércio, ao invés de usar o nosso carro de 300 cavalos de potência a cada vez que precisamos ir a dois quarteirões.

Mas você está certo. Nós não nos preocupávamos com o ambiente. Até então, as fraldas de bebés eram lavadas, porque não havia fraldas descartáveis. Roupas secas: a secagem era feita por nós mesmos, não nestas máquinas bamboleantes de 220 volts. A energia solar e eólica é que realmente secavam nossas roupas. Os meninos pequenos usavam as roupas que tinham sido de seus irmãos mais velhos, e não roupas sempre novas.

 

 



Mas é verdade: não havia preocupação com o ambiente, naqueles dias. Naquela época só tínhamos somente uma TV ou rádio em casa, e não uma TV em cada quarto. E a TV tinha uma tela do tamanho de um lenço, não um telão do tamanho de um estádio; que depois será descartado como?

Na cozinha, tínhamos que bater tudo com as mãos porque não havia máquinas eléctricas, que fazem tudo por nós. Quando embalávamos algo um pouco frágil para o correio, usamos jornal amassado para protegê-lo, não plástico bolha ou pellets de plástico que duram cinco séculos para começar a degradar. Naqueles tempos não se usava um motor a gasolina apenas para cortar a grama, era utilizado um cortador de grama que exigia músculos. O exercício era extraordinário, e não precisava ir a uma academia e usar esteiras que também funcionam a electricidade.

Mas você tem razão: não havia naquela época preocupação com o ambiente. Bebíamos directamente da fonte, quando estávamos com sede, em vez de usar copos plásticos e garrafas pet que agora lotam os oceanos. Canetas: recarregávamos com tinta umas tantas vezes ao invés de comprar uma outra. Afiávamos as navalhas, ao invés de jogar fora todos os aparelhos 'descartáveis' e poluentes só porque a lâmina ficou sem corte.

Na verdade, tivemos uma onda verde naquela época. Naqueles dias, as pessoas tomavam o bonde ou ônibus e os meninos iam em suas bicicletas ou a pé para a escola, ao invés de usar a mãe como um serviço de táxi 24 horas. Tínhamos só uma tomada em cada quarto, e não um quadro de tomadas em cada parede para alimentar uma dúzia de aparelhos. E nós não precisávamos de um GPS para receber sinais de satélites a milhas de distância no espaço, só para encontrar a pizzaria mais próxima.

Então, não é risível que a actual geração fale tanto em "meio ambiente", mas não quer abrir mão de nada e não pensa em viver um pouco como na minha época?.

 

 

 

 Nota: Algumas das imagens que coloco são retiradas através de pesquisa na internet. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:06

Poupar em casa, algumas atitudes a tomar

por ciprianoalves, em 18.11.12

Atitudes sensatas para poupar! Poupar hoje, para ter amanhã!...

 

Cada um dos nossos gestos diários requer a produção de energia, o que custa dinheiro. Entre água,electricidade e gás os gastos com a energia em casa podem acumular rapidamente, no entanto, existem inúmeros pequenos truques que, postos em prática, vão ajudá-nos a poupar energia e, consequentemente, dinheiro.

  1. No Verão, trocar o ar condicionado por uma ventoinha de tecto, de janela ou de pé e poupe cerca de 10% na factura da eletricidade.
  2. No Inverno, ligue a ventoinha de tecto ao contrário, ou seja, na direção contrária aos ponteiros do relógio e conseguirá baixar e fazer circular o ar quente que se acumula no teto, aquecendo assim a casa.
  3. Um recuperador de calor é três vezes mais eficiente do que uma lareira aberta.
  4. Crie o hábito de desligar a luz sempre que sai de uma divisão para a qual não vai voltar tão cedo.
  5. Troque as lâmpadas tradicionais por lâmpadas de baixo consumo e/ou lâmpadas fluorescentes – estas últimas duram aproximadamente 2 anos e consomem cerca de 35% menos energia.
  6. Baixe a temperatura da caldeira/esquentador.
  7. Desligue a caldeira/esquentador sempre que sai de casa e/ou durante a noite.
  8. Baixe a temperatura do aquecimento central/ar condicionado.
  9. Desligue todos os botões de standby dos eletrodomésticos – mesmo não estando a ser utilizados, se a luz de standby estiver acesa continuam a consumir energia e a aumentar a factura da eletricidade.
  10. Na aquisição de qualquer electrodoméstico, escolher sempre os modelos com a maior eficiência energética – o investimento inicial pode ser maior, mas as poupanças futuras serão de longo prazo.
  11. Depois de carregar o telemóvel, MP3 ou máquina fotográfica, não deixe os carregadores nas tomadas, isto porque continuarão a gastar energia.
  12. Certifique-se que todas as janelas e portas de casa estão bem isoladas – cerca de 30% do calor/frio entra em casa pelas janelas, ou seja, também pode sair, o que significa que gastará mais energia a aquecer ou a refrescar a casa.
  13. Tape as janelas ou portas com frestas muito largas com almofadas compridas e estreitas, específicas para o efeito.
  14. No Verão, mantenha as cortinas e estores corridos para não deixar entrar o calor e no Inverno faça o contrário, para que o sol aqueça a casa.
  15. Feche a torneira da água enquanto lava os dentes, as mãos, faz a barba ou trata da loiça do pequeno-almoço. Por exemplo, uma torneira tradicional deita cerca de 9 litros de água por minuto: se perder 1 minuto a lavar os dentes, 3 vezes por dia com a água sempre a correr, gasta 27 litros de água – num mês são mais de 800 litros de água. Não há forma mais simples de começar já a poupar água, energia e dinheiro.
  16. Troque os banhos de imersão por duches.
  17. Torne o autoclismo mais eficiente em termos energéticos ao descarregar menos vezes, colocando uma garrafa de água cheia no depósito ou através da instalação de autoclismos duplos ou equipados com um botão de controlo.
  18. Certifique-se que não tem nenhuma torneira a pingar, gastando água desnecessariamente.
  19. Instale redutores de fluxo de água em todas as torneiras de casa e até nos chuveiros e continue a diminuir na fatura da água.
  20. Sempre que puder, lave a roupa e a loiça com água fria; utilize ainda água fria nas limpezas domésticas.
Vale a pena ver este divertido vídeo
  1. Ponha as máquinas de lavar roupa e de lavar loiça a funcionar apenas quando estiverem cheias.
  2. Em alternativa, não encha em demasiado a máquina de secar roupa – caso contrário a roupa demorará muito mais tempo a ficar seca.
  3. Programe a máquina de lavar loiça para terminar antes do programa de secagem e deixe a loiça secar ao ar livre.
  4. Em vez de utilizar uma máquina de secar roupa, seque-a ao ar livre.
  5. Adira à tarifa bi-horária, programe as máquinas para trabalharem exclusivamente de noite e veja a sua conta de eletricidade a diminuir.
  6. O frigorífico é um dos eletrodomésticos que mais energia gasta numa casa, por isso, evite abrir e fechar a sua porta muitas vezes seguidas, optando antes por retirar ou guardar tudo o que precisa de uma só vez.
  7. Evite a acumulação de gelo no congelador ou arcas frigoríficas, para manter uma eficiência energética eficiente.
  8. Não deixe o ferro de engomar ligado se deixar de passar a ferro durante alguns minutos – um ferro de engomar gasta tanto como 10 lâmpadas de 100 watts, por isso, não desperdice essa energia e esse dinheiro!
  9. Quando passar a ferro, passe a maior quantidade de roupa possível, aproveitando o facto da tábua e do ferro já se encontrarem quentes, e evitando o consumo excessivo de energia que ligar e desligar um ferro inúmeras vezes requer.
  10. Antes de começar a passar a ferro, separe a roupa que requer temperaturas altas daquela que necessita de ser engomada a temperaturas baixas; depois comece por passar as peças que exigem uma temperatura mais baixa e vá aumentando a temperatura, evitando o aquecimento e arrefecimento constante do ferro, poupando assim energia.
  11. Quando estiver a assar ou a cozer algo no forno, evite abrir a porta do mesmo muitas vezes, caso contrário perde cerca de 25% de calor, para além de gastar mais energia para voltar a aquecer o forno.
  12. Deve adequar o tamanho da panela à boca do fogão onde vai cozinhar para evitar o desperdício de energia; no entanto saiba que as bocas mais pequenas gastam 10% menos energia.
  13. Cozinhe sempre com os testos a cobrir as panelas para poupar 75% em termos energéticos. Para além disso, as panelas de pressão gastam menos energia do que as panelas tradicionais.
  14. Evite encher as panelas com demasiada água na hora de cozinhar, porque irá apenas prolongar o tempo de fervura e gastar energia desnecessariamente.
  15. Desligue as bocas do fogão ou o forno alguns minutos antes do tempo previsto. O calor acumulado acabará de cozinhar os alimentos na perfeição, enquanto poupa energia.
  16. Não coloque alimentos ainda quentes ou mornos no frigorífico – caso contrário o frigorífico terá de consumir mais energia para os arrefecer eficazmente.
  17. O termóstato do frigorífico nunca deve estar abaixo dos 3ºC, uma vez que temperaturas muito baixas contribuem para uma produção de energia excessiva e desnecessária.
  18. Se possível, opte por janelas com vidros duplos e uma caixilharia em madeira. Se preferir uma caixilharia em alumínio tradicional, dê preferência aos modelos de corte térmico.
  19. Sempre que praticável, uma casa deve ter paredes duplas com isolamento térmico entre as duas.
  20. A instalação de um painel solar doméstico é óptimo para aproveitar a energia solar, aquecendo a casa e a água.
Fonte: saberpoupar

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:47

TANGO, para quem gosta!

por ciprianoalves, em 18.11.12
História do Tango, quem ainda não dançou um Tango?

Surgido como criação anônima dos bairros pobres e marginais de Buenos Aires, o tango argentino tradicional tornou-se mundialmente famoso na voz de Carlos Gardel e, adaptado a uma estética moderna, com as composições instrumentais de Astor Piazzolla.

Tango é uma música de dança popular que nasceu em Buenos Aires, capital da Argentina, no final do século XIX. Evoluiu a partir do candombe africano, do qual herdou o ritmo; da Milonga, que inspirou-lhe a coreografia; e da Habanera, cuja linha melódica assimilou. Chamado pelos argentinos de "música urbana", tem a peculiaridade de apresentar letras na gíria típica de Buenos Aires, o lunfardo.

Os primeiros Tangos, ainda próximos à Milonga, eram animados e alegres. O primeiro cantor profissional de tango, também compositor, foi Arturo de Nava. A partir da década de 1920, tanto a música como a letra assumiram tom acentuadamente melancólico, tendo como principais temas os tropeços da vida e os desenganos amorosos. A temática é freqüentemente ligada à vida boêmia, com menção ao vinho, aos amores proibidos e às corridas de cavalos. As orquestras compunham-se inicialmente de bandolim, bandurra e violões. Com a incorporação do acordeão, a que seguiram a flauta e o bandoneom, o tango assumiu sua expressão definitiva.

Dos subúrbios chegou ao centro de Buenos Aires, por volta de 1900. As primeiras composições assinadas surgiram na década de 1910, no período conhecido como da Guardia Vieja (Velha Guarda). A partir daí, conquistou grande popularidade na Europa, com o impulso da indústria fonográfica americana. Os tradicionalistas incriminam a predominância da letra, a partir da década de 1920, como responsável pela adulteração do caráter original do tango. A voz do cantor modificou o ritmo, que já não comportava o mesmo modo de dançar. As figuras mais importantes da Guardia Nueva (Nova Guarda) foram o cantor Carlos Gardel -- cuja voz e personalidade, aliadas à morte trágica num acidente de avião, ajudaram a transformar em mito argentino -- e o compositor Enrique Santos Discepolo. Ao mesmo tempo, compositores europeus, como Stravinski e Milhaud, utilizavam elementos do tango em suas obras sinfônicas.

Embora continuasse a ser ouvido e cultuado na Argentina conforme a feição que lhe foi dada por Gardel, o tango começou a sofrer tentativas de renovação. Entre os representantes dessa tendência, figuram Mariano Mores e Aníbal Troilo e, sobretudo, Astor Piazzolla, que rompeu decididamente com os moldes clássicos do tango, dando-lhe tratamentos harmônicos e rítmicos modernos.

O Tango -- como o Samba, no Brasil -- tornou-se símbolo nacional com forte apelo turístico. Casas de tango e o culto aos nomes famosos de Gardel e Juan de Dios Filiberto perpetuam o gênero. Ao contrário do samba, no entanto, a criação artística do tango sofreu forte declínio a partir da década de 1950.

Dança. Por sua forte sensualidade, o tango foi, a princípio, considerado impróprio a ambientes familiares. O ritmo herdou algumas características de outras danças de casais, como as corridas e quebradas da habanera, mas aproximou mais o par e acrescentou grande variedade de passos. Os dançarinos mais exímios compraziam-se em combiná-los e inventar outros, numa demonstração de criatividade. Fora dos ambientes populares e dos prostíbulos, onde imperava nos subúrbios, o tango perdeu um pouco da lendária habilidade dos bailarinos. Admitido nos salões, abdicou das coreografias mais extravagantes e evitou posturas sugestivas de uma intimidade considerada indecente, numa adaptação ao novo ambiente.

Fonte: costaverdesp

Para os apreciadores do tango 
Sensual Tango - La Cumparsita
com Richard Gere e Jennifer Lopez

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:26

Poupar dinheiro no combustível, e não só!

por ciprianoalves, em 16.11.12

Bicicleta a pedal

 

A bicicleta é o transporte mais económico, saudável e amigo do ambiente. Assiste-se actualmente a uma procura acrescida deste meio de transporte. Principais causas; brutal aumento dos combustíveis e consequente aumento dos transportes públicos e tambem pela diminuição da oferta destes transportes, por razões económicas.

  

Vantagens na utilização da bicicleta 

  1. Bicicletas aumentam a mobilidade daqueles que não tem acesso ao transporte motorizado;
  2. Bicicletas aumentam a mobilidade daqueles que não tem carta de condução;
  3. Bicicletas aumentam a mobilidade daqueles que não tem recursos para ter um veículo motorizado;
  4. Bicicletas aumentam a mobilidade daqueles que não querem conduzir um veículo;
  5. Ciclismo é a forma mais eficiente de transporte já inventada;
  6. Pedalando fazemos exercício físico;
  7. Economizamos dinheiro pedalando;
  8. Pedalar reduz o stress;
  9. Pedalar faz bem para a mente e o espírito;
  10. Pedalar faz bem para o corpo;
  11. Ir para o trabalho pedalando é a melhor parte do seu dia ao invés do pior;
  12. Pedalar aumenta a nossa auto-estima;
  13. Economizamos o dinheiro do transporte, indo para o trabalho de bicicleta;
  14. O ciclismo é um desporto de baixo impacto;
  15. O ciclismo tem baixo impacto no ambiente;
  16. Pedalar na nossa vizinhança é uma maneira de nos encontrarmos com os nossos vizinhos;
  17. Sentimos o máximo de bem-estar ao passar pedalando por um engarrafamento;
  18. Estacionamento mais fácil;
  19. Deixando o  carro em casa estamos a ceder uma vaga no estacionamento para alguém menos afortunado;
  20. Se formos preguiçosos, a bicicleta fornece o melhor transporte porta-a-porta (não temos que andar através de um imenso estacionamento);
  21. Reduz a procura por vagas de estacionamento;
  22. Reduz o consumo de energia;
  23. Reduz a poluição da água – As bicicletas não pingam óleo, fluido de freio, etc;
  24. Reduz a poluição sonora – Mesmo sem silencioso as bicicletas são quietas;
  25. Reduz o desgaste das estradas – Mesmo se o ciclista acha que carrega o mundo sobre seus ombros;
  26. Um passeio de 6,5 km evita que sejam despejados no ar 6,8 kg de poluentes;
  27. Bicicletas ocupam pouco espaço no trânsito;
  28. É mais fácil variar a nossa rota
  29. O ciclismo melhora a nossa saúde cárdio-vascular;
  30. Aumento da massa muscular. Aumento da massa óssea;
  31. Uma população mais saudável consome menos recursos do sistema de saúde;
  32. Pedalar para o trabalho faz o ciclista perder até 20 kg no seu primeiro ano;
  33. Exercícios físicos aumentam a produtividade do trabalho;
  34. Pedalar faz -nos suar e manter os poros limpos;
  35. O ciclismo mantém-nos humildes;
  36. O ciclismo prolonga-nos a vida;
  37. Pedalar permite-nos explorar uma grande variedade de locais;
  38. Pode-se pedalar em qualquer clima;
  39. Pedalar é muito divertido!
Fonte: IBF

Se por opção, ou outros motivos não pudermos utilizar este meio de transporte, podemos seguir estes conselhos para uma maior economia, muito importante nos tempos actuais 


Alguns carros eléctricos à venda em Portugal


Nissan Leaf



  Chevrolet Volt



Opel Ampera 

 

Com o preço do petróleo a atingir novos máximos quase diariamente e enquanto os carros eléctricos não se tornarem acessíveis à maioria dos Portugueses, é conveniente adoptarmos algumas atitudes para poupar algum dinheiro.

 

Nunca foi tão caro abastecer um automóvel – seja a gasolina ou a gasóleo – esteja em que ponto do globo estiver. Hoje em dia poupar combustível é sinónimo de poupar dinheiro… vejamos como!

  1. Comparar preços. O preço do combustível hoje poderá não ser o mesmo amanhã e talvez o posto de abastecimento ao lado do escritório oferece preços mais baratos do que aquele ao pé de casa. Esteja atento, anotando as várias ofertas disponíveis, para fazer sempre uma escolha económica. Em Portugal, descubra em que postos pode abastecer o seu carro por menos Euros, bastando para isso consultar o site Mais Gasolina ou então o GasMappers que estende ainda o serviço a vários países do mundo.
  1. Cheio, por favor. Sempre que vá abastecer, ateste o depósito de combustível. Com as deslocações extra ao posto, vai acabar por gastar mais dinheiro se tentar abastecer pouco de cada vez. Aliás, vai poupar tempo e dinheiro. Pare de abastecer mal tenha a indicação de que o tanque está cheio – não vale a pena tentar colocar mais umas gotas se já foi avisado que está cheio! Essas gotas vão acabar por sair por fora e você pagou-as. No final de cada abastecimento, certifique-se que a tampa do depósito esteja firmemente enroscada e nunca danificada – se não estiver, é a melhor forma de o combustível se evaporar!
  1. Abastecer pela fresca. A melhor altura do dia para abastecer o seu automóvel é de manhã cedo ou à noite, ou seja, nos períodos mais frescos do dia. Isto porque a gasolina está mais densa nesta altura e, como a gasolina é paga ao litro, comprará mais por menos.
  1. Conduza devagar. A condução a altas velocidades também faz com que o combustível desapareça a olhos vistos, ou seja, toca a abastecer! Para além de ser melhor para o ambiente e para o seu nível de stress, conduzir devagar vai permitir que abra menos vezes a carteira. Quer uma ajuda extra? Se o seu veículo vier equipado com cruise control, utilize-o! Esta condução automática pensada principalmente para as auto-estradas é bastante mais económica do que a condução humana.
  1. Carro para toda a obra. Antes de sair para ir ao supermercado, por exemplo, pense em todos os outros sítios aos quais possivelmente terá que se deslocar mais tarde ou nos próximos dias – lavandaria, banco, florista, casa da mãe – e faça tudo de uma só vez, seguindo a rota mais directa, claro está!
  1. Manutenção em dia. Um carro em perfeita saúde, é um carro que vai ter uma performance mais eficaz e com consumos normais. Para garantir isso, siga estas recomendações básicas: verificar periodicamente a pressão dos pneus, o óleo, os filtros de ar, o alinhamento da direcção, o motor… Ah, e faça uma limpeza geral à viatura e à mala, retirando objectos pesados e desnecessários – um carro mais leve, é um carro menos consumista.
  1. Ar condicionado q.b. Quando o calor realmente aperta, claro que sabe bem fechar os vidros do carro e ligar o ar condicionado. Fora disso, utilize o bom senso e não passe cada viajem a ligar e a desligar o AC, a pôr mais fresco, só para cinco minutos depois aumentar a temperatura – o objectivo é poupar gasolina, não gastá-la!
  1. Sempre desligado. Compensa sempre desligar o carro – enquanto espera por alguém ou vai levantar dinheiro, nas filas de trânsito e até num semáforo demorado ou numa passagem de nível. É um hábito (económico!) a adquirir!
  1. Estacionar à primeira. Chegado ao destino, estacione sempre no primeiro lugar que encontrar. É bem melhor caminhar um bocadinho (só lhe faz bem!) do que a andar às voltinhas a perder a paciência e a gastar combustível, não acha? Ah, e estacione de forma que possa sair sem fazer manobras de marcha atrás, estas consomem mais gasolina.
  1. Sombra vs. Sol. Se estacionar ao ar livre, prefira sempre os locais com sombra. Isto porque um carro estacionado ao sol, seja no Verão, seja no Inverno, favorece a evaporação da gasolina. Para além disso, não vai precisar de ligar o ar condicionado quando voltar ao carro. Se não tiver alternativa senão estacionar ao sol, certifique-se que o depósito de combustível não esteja voltado na direcção do sol.
  1. Estude as suas rotas. Há sempre mais do que uma maneira de chegar ao mesmo sítio. Utilize o computador de bordo (ou o método tradicional de anotar os quilómetros depois de atestar o depósito) para medir consumos e escolher os percursos mais económicos. No entanto, evite todas as estradas não alcatroadas e/ou de difícil acesso – estradas em terra ou de cascalho podem aumentar o consumo de combustível até 30%!  
  1. Troque de carro. Neste campo, existem várias formas de economizar: venda um dos carros da família; troque um carro a gasolina por um a gasóleo; se vai comprar, considere adquirir um automóvel mais pequeno, um híbrido, um carro que funcione a GPL ou, porque não, um scooter?
  1. Deixe o carro na garagem. Nos dias que correm, a melhor forma de poupar nos combustíveis é, sem dúvida, deixar o carro em casa. Vá a pé, de bicicleta, de transportes públicos ou combine boleias colectivas com amigos e colegas de trabalho. O carpooling – onde várias pessoas partilham o mesmo automóvel – está a tornar-se cada vez mais procurado, não só em Portugal, mas também em vários paises.
Fonte: saberpoupar 
As viagens pelas estradas nacionais permitem-nos
apreciar as magníficas paisagens deste País

A utilização das estradas, como opção às auto estradas, em determinadas viagens pode significar uma poupança de dezenas de euros além da possibilidade de usufruir do prazer daquilo que as viagens nos permitem; conhecer melhor as localidades por onde passamos, parar quando nos apetecer, aceder a serviços mais baratos, etc...

 

 

 

WebRep
Avaliação geral
Este site não tem avaliação
(votos insuficientes)
WebRep
Avaliação geral
Este site não tem avaliação
(votos insuficientes)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:57

Com estes ingredientes, o resultado não podia ser outro!

por ciprianoalves, em 14.11.12

Para quem ainda tinha dúvidas!...


 

É, assim, a modos que atravessado. Nem é bem branco, nem preto, nem castanho, nem amarelo, nem vermelho. E também não é bem judeu, nem bem cigano. Como é que hei-de explicar? É uma mistura disto tudo com uma pinga de azeite e uma côdea de pão.

 

- Dos amarelos, herdámos a filosofia oriental, a paciência de chinês e aquela paz interior do tipo "não há nada que me chateie";

 

- Dos pretos, o gosto pela savana, por não fazer nada e pelos prazeres da vida;

 

- Dos judeus, o humor cáustico e refinado e as anedotas curtas e autobiográficas;

 

- Dos árabes, a pele curtida pelo sol do deserto e esse jeito especial de nos escarrancharmos nos camelos;

 

- Dos ciganos, a esperteza de enganar os outros, convencendo-os de que são eles que nos estão a enganar a nós;

 

- Dos brancos, o olhar intelectual de carneiro mal morto;

 

- E dos vermelhos, essa grande maluqueira de sermos todos iguais.

 

- O alentejano, como se vê, mais do que uma raça pura, é uma raça apurada. Ou melhor, uma caldeirada feita com os melhores ingredientes de cada uma das raças. Não é fácil fazer um alentejano. Por isso, há tão poucos.

 

- É certo que os judeus são o povo eleito de Deus. Mas os alentejanos têm uma enorme vantagem sobre os judeus: Nunca foram eleitos por ninguém, o que é o melhor certificado da sua qualidade.

 

- Conhecem, por acaso, alguém que preste que já tenha sido eleito para alguma coisa?

 

- Até o próprio Milton Friedemann reconhece isso quando afirma que «as qualidades necessárias para ser eleito são quase sempre o contrário das que se exigem para bem governar».

 

- E já imaginaram o que seria o mundo governado por um alentejano? Era um descanso.

 

 

Fonte:aserra

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:21

VITORINO, UM ALENTEJANO FIEL ÀS SUAS ORIGENS

por ciprianoalves, em 12.11.12

Vitorino, o grande embaixador da música popular do Alentejo, é um dos mais importantes compositores, autores e intérpretes portugueses. Os álbuns, lançados, revelam, mais uma vez, as características que definem Vitorino como um músico de linguagem universal. Sempre fiel às suas raízes, o cantor já dividiu o palco com importantes nomes da nossa música, como José Afonso, Adriano Correia de Oliveira, Fausto, Sérgio Godinho, Rui Veloso, Jorge Palma e Tim, entre outros. Hoje, o nome de Vitorino está gravado na história da música contemporânea portuguesa e as suas canções para sempre imortalizadas.


Fonte: CMVV



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:38

Pág. 1/3




Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2012

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Visitas


Posts mais comentados



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D